28 setembro 2017

Grande reinício de época na Moita, a 22.Outubro, 2017 (domingo)


Após o encerramento da época 2016/17 numa localidade taurina (Salvaterra de Magos), a proposta do SaD para o reinício das actividades já no mês de Outubro é uma freguesia do concelho da Moita – Gaio-Rosário.
Temos um passeio muito fácil, todo em plano, de cerca de 8,5 km para ver as vistas do Tejo e arredores e concluiremos com o habitual almoço.
Mais em detalhe: a actividade decorre no dia 22 de Outubro, desta vez ao domingo, e o encontro é às 9:30 h em Rosário, no largo junto ao Tejo.
GPS: Gaio-Rosário, 38.676507, -9.011154

De Lisboa lá são cerca de 40 minutos de caminho, pela ponte Vasco da Gama.
Lá vos esperamos.

Inscrições: https://goo.gl/forms/ZzBgPpFICFPx9Hrj1

20 maio 2017


Grande 

(Corrida de Toiros) encerramento de época em

Salvaterra de Magos




Para encerramento da época 2016/17, a proposta do SaD para o próximo mês de Junho é Salvaterra de Magos.
Começamos com a visita guiada à Falcoaria Real, faremos uma pequena caminhada (cerca de 5 km) para ver as vistas, e concluiremos com o habitual almoço.
GPS: 39.027658, -8.798125
Mais em detalhe: a actividade decorre no dia 17 de Junho. De Lisboa a Salvaterra é cerca de 1h de caminho.
Encontro à porta da Falcoaria às 9:45h. Está acordado com eles o início da visita para as 10h. Da entrada de Salvaterra, a Falcoaria está sempre assinalada por placas.
No fim da visita, iniciamos um passeio pela vila, com passagem pela Vala Real e outros pontos de interesse. Sempre em plano, em bom piso, e com cerca de 5kms.
Como sempre concluiremos com um almoço ali pela zona.
Os menos conhecedores da região, podem prolongar um pouco a tarde visitando a aldeia de Escaroupim.


-- 

18 março 2017

Penacova, 8-9.Abril, 2017

Para a nova jornada de fim de semana em Penacova, 8-9.Abril, 2017, aqui estão os cartazes da Confraria da Lampreia e da Rota da Lampreia. 


Faz a tua inscrição aqui, quanto antes: https://goo.gl/forms/xbQmMnIYpgGeuGWz1
Trata entretanto do teu alojamento. 



13 março 2017

Monsanto II, O “Pulmão” da Cidade


Em Novembro de 2010, o Sempre a Descer organizou um primeiro passeio em Monsanto, aqui por Lisboa. A coisa foi um sucesso, embora durinho de acordo com os participantes.


Está pois na altura de organizar um Monsanto II. 

E não, não vamos repetir caminhos de 2010. Monsanto é grande que chegue para não haver repetições.
O passeio terá cerca de 8 km e algumas subidas e descidas, como convém.
Assim, no sábado, 18.Março, 2017 o encontro será às 10 h na porta do Parque Recreativo do Alto da Serafina, vulgo Parque dos Índios. 
GPS: 38.732861, -9.177571
O almoço será Restaurante Pateira da Tapada (Ajuda).


30 janeiro 2017

Sempre a Descer, no Reguengo

Quando a chuva aperta e o Tejo sobe, duas das terras mais mediáticas de Portugal, são Reguengo e Valada. Vão lá toda (o)s a (o)s  jornalistas (estagiária (o)s da SIC, TVI e CM entrevistar os habitantes e perceber se a água molhou o colchão ou a cómoda mais do que no ano anterior… 
Pois o que vos propomos para 18.Fevereiro é NÃO perguntar isso aos habitantes locais. Simplesmente passar por lá e falar com eles se quiserem e a eles lhes apetecer.


O passeio propriamente dito é de 8,5 km sempre em plano e por bom piso. Inclui a passagem por uma aldeia com um cais palafítico – Palhota.
Encontro no Reguengo às 9:45, do dia 18 de Fevereiro. De Lisboa lá, pela A1 e N3, é cerca de 1 h.
O almoço será na Valada. Um cozido com tudo o que lhe compete.
Lá vos esperamos.

..............................................

Este ano a Confraria da Lampreia, em Penacova decorrerá no fim de semana 8 e 9 de Abril, 2017.
Em breve daremos mais notícias.


09 janeiro 2017

Voltamos a caminhar em 2017.
No sábado 21.Janeiro, às 9:30, teremos encontro às 9:30 h, na Praça Afonso de Albuquerque, em frente ao Palácio de Belém.
GPS: 38.696424°, -9.200224°

Na meia hora até à abertura do Museu Nacional dos Coches, os mais precisados podem ir aos pastéis de Belém, os outros jogam à sardinha para aquecer as mãos.
Depois da visita aos Coches atravessamos para o outro lado da linha e vamos ao MAAT - Museu Arte Arquitectura Tecnologia, que abre às 12 h.
E depois é caminhar ao longo do rio até à Torre de Belém e voltamos a atravessar a linha para ir almoçar à Tasca do Gordo. 

Museu Nacional dos Coches


MAAT - Museu de Arte Arquitectura e Tecnologia.



02 novembro 2016

11º aniversário do Sempre a Descer

O passeio é circular, tem cerca de 13 km, e é de grau de dificuldade médio e começa em Alcainça.
GPS: 38.921948, -9.296123

O almoço será, como habitualmente, ali pela região. Talvez umas pataniscas de bacalhau…


20 setembro 2016

Quinta do Pisão a 8.Outubro, 2016

Quinta do Pisão

Companheiros,
Esperando que já estejam com apetite (palavra propositadamente dúbia) para uma actividade do SaD, eis-nos de volta com uma nova proposta.
Faz já algum tempo que não vamos para a zona de Sintra e é sempre boa altura para voltar.
A proposta para o próximo mês de Outubro é a Quinta do Pisão, na zona da Lagoa Azul.


O passeio, circular, terá cerca de 8 km de extensão e é de dificuldade média/baixa, significando algumas pequenas subidas e descidas de pouca inclinação e sempre em bom piso.
Assim, no sábado dia 8 de Outubro, o encontro será na Barragem do Rio da Mula às 9:30.

Partindo de Lisboa, são cerca de 30 km e 30 minutos, via IC19.
Vão até à rotunda de Sº Pedro de Sintra e viram para a N9 (vulgo a estrada do Autódromo). Uns kms depois viram à direita para a Lagoa Azul e continuam até encontrarem uma estrada à direita que diz “Barragem do Rio da Mula”. Tudo isto está assinalado com placas.
Há estacionamento gratuito nesse ponto de encontro.
O almoço será, como habitualmente, ali pela região.

Lá vos esperamos.
JA/JG
-- 

15 junho 2016

Mata da Machada a 25.Junho, 2016

Para finalizar esta época de 2015/16, vamos numa de caminhada suave, que os calores podem apertar.
Data: sábado, 25.Junho, 2016
Ponto de Encontro: Mata da Machada, às 9:30 h (em frente das instalações do Corpo de Fuzileiros da Armada de Vale de Zebro, na estrada entre Coina e o Barreiro)
GPS: 38.616673, -9.047119
A cerca de 27 km de Lisboa (Campo Grande), via Ponte 25 de Abril: 

Caminhada plana e leve seguida da visita guiada ao Centro de Interpretação do Campo Arqueológico da Mata da Machada (CICAMM).

Como é habitual, antes de voltar para casa, almoçaremos todos juntos, num tasco ali perto, e que os nossos caminheiros ainda andam à procura. 

Inscrições: façam o favor de o fazer para este formulário simples: http://goo.gl/forms/UaBiyB1q6YFYJq9M2

25 abril 2016

Rota dos Olivais, 28-29.Maio, 2016


Programa de fim de semana, Sempre a Descer:
  • sábado, 28.Maio, 2016
Ponto de Encontro: 10:00 - Foz do Cobrão, aldeia de xisto (a 9,5 km a da saída 18 da A 23)
GPS: 39.731888, -7.759561 (junto ao restaurante Vale Mourão)
A viagem a partir de Lisboa (Entrecampos): 204 km/2:00 h

  • manhã - Visita ao Núcleo Museológico do linho e tecelagem | Foz do Cobrão
  • Caminhada às Portas do Vale Mourão (3 km)
................

 .................
Apoios:
GASAT - Grupo de Amigos de Santo André das Tojeiras

29 março 2016

As atividades do SaD pela rede

As reportagens sobre as caminhadas do Sempre a Descer vão circulando na rede:


http://tudoemaisalgumacoisaleonor.blogspot.pt/2016/03/o-retorno-do-sad-penacova.html

18 março 2016

SaD poema



Poema Jorge Barroso
Ilustração Rita Rodrigues

.............

Um poema feito para o sempreadescer pelo companheiro Jorge Barroso e ilustrado pela companheira Rita Rodrigues, por ocasião da sua participação, com outros amigos, na actividade associada ao XIII Capítulo da Lampreia em Penacova.

Arrábida à vista

Dedicado a todos os que sugerem um passeio na Arrábida, vamos oferecer uma vista privilegiada dessa serra.A proposta para o mês de Abril do SaD.come, é a Serra do Louro, fronteira do lado norte à Serra da Arrábida.



O passeio original, circular, terá cerca de 12 km de extensão e é de dificuldade média, significando algumas subidas e descidas de inclinação razoável, porém (quase) sempre em bom piso.
Assim, no sábado 16.Abril, 2016 o encontro será em Palmela às 9:30 h.
Partindo de Lisboa, são cerca de 45 km e cerca de 40 m, via A2.
Deixando a A2 na saída de Palmela sobem sempre até ao largo que proporciona vistas magnificas para Lisboa e Setúbal. Pensamos que o nome oficial é Alameda 25 de Abril.
Há estacionamento gratuito nesse ponto de encontro. Esperemos que chegue para todos.
O almoço será, como habitualmente, ali pela região.
Lá vos esperamos.
JA/JG

10 fevereiro 2016

Crónica da Caminhada de Cheleiros

O caminheiro Carlos Almeida publicou neste sítio uma crónica sobre a caminhada de Mafra até Cheleiros; http://tudoemaisalgumacoisaleonor.blogspot.pt/2016/02/a-nossa-caminhada-por-terras-saloias.html



04 fevereiro 2016

SaD, Palácio de Fronteira

SaD – Este mês a coisa é calma…

Companheiros,
Para Fevereiro a nossa proposta é de uma actividade calma, em Lisboa.
Começamos por uma visita guiada ao Palácio de Fronteira em S. Domingos de Benfica. 


Para tal temos que lá nos encontrar às 9:30.
GPS: 38.740343, -9.180429
O custo é de 7,50 €/pessoa. Jovens até as 14 anos é grátis.
Após a visita, faremos uma pequena caminhada (+/- 4 km) pela Mata de S. Domingos de Benfica, até ao restaurante David da Buraca, onde almoçaremos.
Para a caminhada a partida será no largo fronteiro à entrada do Palácio, cerca das 11:15.
E como alguns companheiros podem já conhecer o Palácio, aceitamos inscrições para o programa completo, ou só para a caminhada.
Será no Sábado dia 27 de Fevereiro.

Atenção: Porque temos que informar o Palácio do número de visitantes, as inscrições para a visita devem ser efectuadas até ao dia 20.Fevereiro.

Lá vos esperamos.
-- 
Para te inscreveres, clica aqui -> http://goo.gl/forms/LuBamfQxIj
Sempra a Descer

03 janeiro 2016

Cheleiros a 23.Janeiro.2016

A primeira atividade para 2016 é voltarmos a Mafra, para um passeio original, até Cheleiros, especialmente desenhado para o grupo, repetindo um local para almoço que a todos satisfez.

Há porém, algumas dificuldades:
- Trata-se de um passeio em linha, pelo que há hora marcada para a volta;
- É um passeio muito sinuoso com várias subidas e descidas e nem sempre em terreno amigável;
- Terá cerca de 8 km.
O local de partida é o largo fronteiro à entrada do Palácio, junto à estátua de D. João V.
Para chegar a Mafra, quem sai de Lisboa, o melhor caminho é pela A8 em direcção a norte.
Abandonam a A8 na saída Mafra/ Ericeira, etc, e entram na A21.
Seguem as indicações de Mafra centro.
Notem que na zona do Convento o estacionamento é pago e limitado a 2 horas, pelo que devem procurar lugar nas ruas circundantes.
Desde Lisboa são cerca de 45m.

Esta actividade acontece no Sábado dia 23 de Janeiro, com encontro marcado para as 9:15.
Atenção: Pelas razões referidas acima, a partida será impreterivelmente às 9:30, com quem estiver.

O almoço será no novo Restaurante Três Irmãos. Espaço novo, com pataniscas da mesma qualidade que já testamos e outros etcs. Preço 16 €

Inscrições: http://goo.gl/forms/mvdvnGtjZm

25 novembro 2015

SaD Montijo

A próxima actividade do Sempre a Descer.come, está programada para o próximo dia 12 de Dezembro.
Desta vez, dada a proximidade do Natal, vamos num passeio pequeno, fácil e urbano, pelo centro da Aldeia Galega.

Nota: Em 6 de Julho de 1930, pelo Decreto nº 18434, a vila e o concelho de Aldeia Galega do Ribatejo passaram a denominar-se Montijo.
Isto é só para não pensarem que a malta é inculta! Á pois é…

O encontro será no parque de estacionamento, gratuito, da Zona Ribeirinha, que está assinalado por placas desde a entrada no Montijo.
O passeio incluirá uma visita ao Moinho de Marés (ainda não confirmada) e outra ao Museu do Pescador.
De Lisboa ao Montijo, são cerca de 32 km, quer pela Ponte Vasco da Gama, quer pela Ponte 25 de Abril.
Encontro pelas 9:45.
O almoço será num restaurante perto do centro.

24 novembro 2015

Comentários à caminhada de Janas

Neste local encontra-se uma apreciação do amigo Carlos Almeida à caminhada de Janas:
tudoemaisalgumacoisaleonor.blogspot.com

A CAMINHADA PELO “PARQUE NATURAL SINTRA CASCAIS”!


Sábado, 21 de Novembro de 2015

Éramos MUITOS!

Estávamos a aderir ao convite do SaD – SempreaDescer.com.

O local de encontro foi junto à Capela redonda de Janas; às 9h30 horas.
O objectivo era concretizar uma caminhada de +/- 10 Km na região do importante Parque Natural Sintra Cascais (PNSC).
Íamos, também, por causa do “manjar dos deuses”, isto é, almoçar o Cozido à Portuguesa, e outras inesperadas(?) surpresas.
Prometia-se bom tempo; nada de chuva. 
Todavia, os primeiros a “aportar” foram recebidos por chuva e vento.
Mas, foi mal que pouco durou.
Começamos a caminhar; fomos levados, designadamente, até ao Magoito e às Azenhas do Mar; até lá passeámos junto às ravinas e arribas pendentes sobre o Atlântico.
O sol já havia aparecido, bem bonito.
Fomos todos admirando com grande prazer as vistas e as paisagens.
Esquecemo-nos dos “Kms” que iam ficando para trás.
Miradouro nas Azenhas do Mar sobre as velhas e deterioradas piscinas, com uma excelente explicação de uma Exma. caminhante sobre as vicissitudes da origem e construção daquele “balcão”, também sobre o Atlântico.
Nas Azenhas do Mar fomos beber um cafezinho e tratar de outras necessidades…
Iniciámos o regresso.

Já não havia tanto para ver … e, alguns começaram a ficar cansados … e na conversa.
Foram-se atrasando.
O J. G. estava à espera destes (onde o signatário se incluía), e vai de nos “puxar as orelhas”: [a partir deste local não há guias; vejam lá se se perdem; está dito] (atenção aos parênteses rectos).
Não atentou o J.G. que estávamos bem acompanhados; ainda atrás de nós vinha o “carro vassoura” conduzido pelo J.A.
Foi então que alguém se lembrou de falar no almoço!
Vai daí, começou a “correria”; ninguém queria ficar sem COZIDO À PORTUGUESA.
Foi um instante enquanto os caminhantes chegaram aos seus “bólides” e se encaminharam para o famoso restaurante, denominado – passe a publicidade – “Restaurante o Zé”.
Neste restaurante foi uma festa.
O pessoal estava mesmo esfomeado e muito barulhento.
Tenho de terminar esta crónica; é que já vai longa e atrasada.
O melhor da FESTA / CAMINHADA veio mesmo no fim.

Um bonito e excelente BOLO, trazido pelo L.M., para todos cantarmos os PARABÉNS pelos DEZ (10) anos do SaD – SempreaDescer.com.

ANTÓNIO PAULINO – a “alma” disto tudo, discursou (resumindo a AVENTURA – JÁ LONGA, DO SaD), não sem que antes o pessoal fosse chamado “à pedra”, no sentido de se “calar”. 
Excelente escolha para a caminhada; excelente preparação, exploração e investigação; bom restaurante; bom repasto.

VIVAM TODOS, EM ESPECIAL O DIRECTOR A.P. , OS FUNDADORES DO SaD E OS RESTANTES ORGANIZADORES DO NOSSO MAGNIFÍCO PASSEIO À BEIRA DO ATLÂNTICO!!! 

P.S.(não nos referimos ao novo governo) Os MUITOS, RETROREFERIDOS, ERAM MESMO MUITOS: MAIS DE OITENTA (80), DE QUE SETENTA E SETE (77) ALMOÇARAM! 

23 novembro 2015

10 anos sempre a descer


Dez anos sempre a descer

Este título não seria muito animador se se tratasse da descrição do estado económico de uma empresa ou o psicológico de uma pessoa, mas a história é a de um grupo de caminhadas.

Sempre a Descer.come, e este final é importante,  tem-nos levado aos cumes de montes e ao cimo de castelos, a ver cidades e museus, a subir e descer colinas ou a calcorrear a costa, faça sol  faça, por vezes, chuva. São percursos uns mais leves outros mais exigentes, mas à medida da capacidade dos caminhantes dos quais muitos  já passaram agora dos sessenta e alguns já os tinham quando há dez anos começaram. No entanto, todos sabemos que vale o esforço pois no fim somos regalados com um almoço catita num local mais ou menos patusco, não fosse o “ponto come” ou melhor, o “pronto almoço” final.

Não fui um caminhante fundador ou da primeiríssima hora, iniciei-me lá para a quarta caminhada, e nem tenho sido muito assíduo. Há épocas em que participo mais, mas noutras deixo-os caminhar enquanto fico no quentinho da casa. No entanto já palmilhei muitas léguas à custa do Sempre a Descer e com subidas de respeito, já desfrutei de muitas paisagens e descobri muitos pormenores das nossas terras que só a pé se podem observar, bem como me foi proporcionado conviver com inúmeras pessoas.

A verdade é que passados dez anos, contas feitas não por mim mas por alguém abalizado, o Sempre a Descer fez 76 caminhadas, num total de 676 quilómetros, com a participação de 3353 pares de pés, pertencentes a uns 400 donos diferentes, e muitos, muitos milhares de fotografias. Isso é, se não tivesse sido mandrião, durante o ano que passou já teria completado a andar com o Sempre a Descer o equivalente entre a minha casa em Lisboa e a Plaza Mayor em Madrid mas em suaves prestações e num período de “apenas” dez anos.    

Sei que é um pequeno grupo de carolas que organiza e inventa os percursos de que somos todos consumidores. Claro que por vezes tem falhas, como, por exemplo, porem-nos a  caminhar à chuva, mas de qualquer modo quero agradecer-vos e esperar estar com todos vocês a apagar as velas dos 20 anos nem que seja numa caminhada do Sempre a Descer o Campo Grande ou numa organizada dentro do Jardim da Estrela.

            Miguel Veiga, novembro 2015
















04 novembro 2015

SaD, Janas,no sábado 21.Nov, 2015

Próxima atividade do Sempre a Descer.

Sábado, 21.Novembro, 2015
 
Local de Encontro: Capela redonda de Janas 38.833079, -9.436282, às 9:30 h

Caminhada de +/- 10 km, integrada no Parque Natural Sintra Cascais (PNSC).
Almoço: ali perto 
-- 

15 outubro 2015

Prémios Valmor, Menções Honrosas e Prémios Municipais em cerca de 6 Km


Para início das actividades da época de 2015/16, do Sempre a Descer.come, propomos recomeçar como acabamos, com um passeio por Lisboa, à descoberta de edifícios distinguidos com o Prémio Valmor.

São 13 e uns extras em menos de 6 km.
Como passeio, estamos a falar de bom piso urbano, quase todo em plano e feito a ritmo calmo.
A coisa decorre no próximo dia 31 (sábado) deste mês de Outubro e como sempre concluir-se-á com um almoço algures por aí.

O encontro será às 10:00, na porta principal do El Corte Inglês, estação de Metro de Sº Sebastião. Há um larguinho fronteiro à mesma. Aí estaremos.
Lá vos esperamos.

02 junho 2015

13 (e picos) Prémios Valmor em (menos de) 6 Km

13 (e picos) Prémios Valmor em (menos de) 6 Km


Para encerramento das actividades da época de 2014/15, do Sempre a Descer.come, propomos um passeio por Lisboa, à descoberta de edifícios distinguidos com o Prémio Valmor.
São 13 e uns extras em menos de 6 km.
Como passeio, estamos a falar de bom piso urbano, quase todo em plano e feito a ritmo calmo.
A coisa decorre no sábado, dia 20 deste mês de Junho e como sempre concluir-se-á num almoço algures por aí.



O encontro será pelas 9:45, na Praça de Espanha, junto à embaixada da dita (Espanha). 

Lá vos esperamos.
JA/ZM
Inscrições: https://docs.google.com/forms/d/1o5eJPp0veg0AX_XdyAcyRJ1LTw8nKggxPyLcq8zThZY/viewform?usp=send_form


06 maio 2015

30.Maio, 2015 - EVOA

Companheiros,
A proposta do SaD.com para este mês de Maio é em Vila Franca de Xira.
Trata-se de uma atividade do EVOA – Espaço de Visitação e Observação de Aves, organização que podem conhecer melhor aqui: http://www.evoa.pt/index.php?lang=PT
Combinamos com eles uma presença do nosso grupo, no próximo dia 30 de Maio (sábado).

[foto EVOA]

O percurso absolutamente plano, e de cerca de 4,5 km em 2,5 horas, com frequentes paragens para a observação de aves.
Como podem ver no sítio, o custo do passeio é de 8 € por adulto (5 € para jovens dos 6 aos 12 anos). O passeio começa às 10 h.

A maneira mais rápida (cerca de 45 km em 40 m) de lá chegar é, partindo de Lisboa:
- Tomar a A1 e sair em Vila Franca de Xira;
- Seguir em direcção à ponte Marechal Carmona (vulgo ponte de Vila Franca), direcção Évora;
- Imediatamente a seguir ao fim da ponte, há uma placa para a direita que indica EVOA. É só seguir essa e as restantes até ao fim. Notem que os últimos 12,5 km são em terra batida, mas com bom piso (sem buracos).
Encontro lá às 9:45 para quem quiser beber café e ir à casa de banho…
Inscrevam-se através do preenchimento deste formulário: 
Pedimos que se inscrevam o mais cedo possível, já que nos pediram para dar uma previsão de presenças, até à 4ª feira anterior.
O almoço será, como habitualmente, num restaurante da região.
Lá nos encontramos dia 30.

Cumprimentos,
João Aleixo/José Gaspar